Hoje Nada Tens Pra Dar

1971

 
Tuas mãos que outrora foram minhas
Seguem hoje tão sozinhas
Sem um rosto a acariciar

Os teus olhos que eram alegres, reluzentes
E que hoje tão somente, só conseguem recordar

O teu corpo que outrora beijava
E aos homens encantava
Hoje nada tens pra dar

(2x)
Eu me lembro
Que também eu já fui teu
E que tudo que foi meu
Tu levastes sem amar

Eu morri
Para o mundo não existo
Mas a tua queda assisto
Como prêmio de esperar

em: Letras Tags: , , , ,